quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Montevideo II - A busca



Eu já tinha perdido as contas
Os pontos dos relógios pareciam perdidos
O vai e vem de carros e trens vinha me cansando
Até eu tomar o meu rumo até aqui.

Com os pés firmados na areia da praia
Olhos no horizonte distante
Aos poucos fui construindo meu castelo
E entrei nele na busca do meu eu.

Enfrentei fantasmas do meu passado
Chutei,quebrei,desviei de pedras no meu caminho
Esqueci de mim mesmo quando tive que esquecer
Para formar quem realmente eu sou.

E nessa mais que necessária busca
Encontrei mais do que esperava,mais do que queria
Eu levantei,dominei o castelo
E agora saio a andar por todos os caminhos que quiser.